Pular para o conteúdo principal

Postagens

ANTOLOGIA POETICA POESIA PAU BRASIL IV * Antonio Cabral Filho - Rj

ANTOLOGIA POÉTICA POESIA PAU BRASIL IV

Publicação disponível Sua publicação já está disponível para seus leitores. Título da publicação Antologiapoeticapoesiapaubrasil4 Data da publicação 4 de Junho de 2019 14:05 Visibilidade Público Ver minha publicaçã o Deseja mudar alguma coisa? Você pode alterar as propriedades da sua publicação ≻
Postagens recentes

ANTOLOGIA POETICA POESIA PAU BRASIL III * Antonio Cabral Filho - RJ

Antologia Poética Poesia Pau Brasil II Organização: Antonio Cabral Filho - Rj Publicação disponível Sua publicação já está disponível para seus leitores. Título da publicação Antologia poetica Poesia Pau Brasil III * Org Antonio Cabral Filho - RJ Data da publicação 30 de Abril de 2018 00:13 Visibilidade Público </ div> Ver minha publicaçã o

Antologia Poética Poesia Pau Brasil Cordel * Org Antonio Cabral Filho - RJ

Antologia Poética Poesia Pau Brasil Cordel
Org Antonio Cabral Filho - RJ


Publicação ativa Sua publicação já está disponível para seus leitores.

Antologia Poética II Poesia Pau Brasil * Org. Antonio Cabral Filho - RJ

Antologia Poética II Poesia Pau Brasil

Publicação ativa Sua publicação já está disponível para seus leitores.

Antologia Poetica Poesia Pau Brasil * Org Antonio Cabral Filho

Oh abre alas...


A "Antologia Poetica Poesia Pau Brasil" eh uma realizacao do Grupo Poesia Pau Brasil, no WhatsApp, organizada pelo Admin do grupo, Antonio Cabral Filho - Rj. Seu objetivo maior eh ressaltar a estetica libertaria lancada por Oswald de Andrade nos idos de 1928, resgatada pelos movimentos vanguardistas subsequentes, como marginalia, artcorreio, poema processo, poema concreto etc, todos anti - imperialistas, anti - capitalistas, patrioticos e populares, sem no entanto ser partidárizado por nenhuma tendencia da esquerda sequer brasileira. Mas isso não eh novidade, pois sabe-se de antemão da ojeriza ao espirito libertario propagada pelos burocratas estatistas de toda ordem, desde Platão, ao excomungar os poetas de "sua cidade".

Olá, Antonio